Unidade de Campanha da UPA do Belo Horizonte começa a funcionar

No total, a unidade vai dispor de 39 leitos, que serão liberados de forma gradativa, de acordo com a demanda.

Foto: Secom/PMM
Foto: Secom/PMM

Da Secom/PMM

A Unidade de Campanha da UPA do Belo Horizonte começou a funcionar na noite desta segunda-feira (4). Neste início estão disponíveis aos pacientes que apresentem sintomas ou quadro clínico suspeito do novo coronavírus 10 leitos de retaguarda clínica. Ao total, a unidade vai dispor de 39 leitos, que serão liberados de forma gradativa, à medida que a demanda for necessária. Além da baixa complexidade, haverá ainda mais 4 leitos de UCI (Unidade de Cuidados Intermediários), na chamada sala vermelha.

"Estamos dando início ao trabalho da unidade de campanha. Esta unidade foi necessária para que a gente pudesse ter mais leitos clínicos e atender a demanda de pessoas que estão acometidas ou suspeitas de coronavírus", declarou a prefeita Rosalba Ciarlini, que visitou o local no momento em que a abertura foi confirmada.

A prefeita reforçou também que a população precisa ter cuidado e se proteger. "Tivemos que montar essa unidade para oferecer mais leitos aos mossorenses. Todos que possam, fiquem em casa, e se realmente precisar sair, use máscara, além de higienizar bem as suas mãos. Vamos salvar vidas!", disse a Prefeita.

A secretária de Saúde, Saudade Azevedo, explicou que em breve serão liberados leitos de sala vermelha, onde devem ficar os pacientes com sintomas mais graves. "Esses leitos dependem de respiradores, que estamos aguardando a chegada. Recebemos dois do governo do estado, mas infelizmente eles vieram com defeitos, e mandamos consertar", frisou.

Se o paciente for a alguma outra UPA, apresentando sinais e sintomas da doença, será transferido para a unidade de campanha no Belo Horizonte, onde terá uma atenção maior, recebendo os primeiros cuidados. Se a situação for grave, esse paciente será transferido para o Hospital de referência.