Tesouro Nacional aprova operação de crédito para Mossoró no valor de até R$ 150 milhões

Recursos são do programa de Financiamento de Infraestrutura e Saneamento, da Caixa Econômica Federal; contrato será assinado em março.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, cumprirá agenda em Mossoró para assinatura do contrato (Foto Reprodução)
Pedro Guimarães, presidente da Caixa, cumprirá agenda em Mossoró para assinatura do contrato (Foto Reprodução)

DO BLOG CÉSAR SANTOS

O Tesouro Nacional aprovou a operação de crédito entre o município de Mossoró e a Caixa Econômica Federal (CEF) no valor de até R$ 150 milhões, por meio do programa de Financiamento de Infraestrutura e Saneamento (FINISA).

A informação foi confirmada no final da tarde desta sexta-feira (21).

Antes, a operação financeira havia sido aprovada pela Caixa Econômica. Dessa forma, falta apenas a assinatura do contrato entre a instituição financeira e o município, o que deverá acontecer no dia 6 de março, com a presença em Mossoró do presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

A agenda de Pedro Guimarães está confirmada. Ele vem inaugurar a Superintendência da Caixa em Mossoró e assinar contrato com a Prefeitura.

A aprovação do Tesouro Nacional comprova que o município de Mossoró recuperou o seu poder de endividamento, consequência do trabalho de restauração das contas públicas.

A prefeita Rosalba Ciarlini (PP) já antecipou que os recursos do Finisa serão investidos em mais de 40 obras de infraestrutura, como recuperação de ruas, de logradouros públicos, quadras de esportas, escolas-creche.

Uma das obras será a restauração de equipamentos do Corredor Cultura como a Praça da Convivência, Teatro Dix-huit Rosado, Memorial da Resistência, entre outros.

O contrato do Finisa era para ter sido aprovado em dezembro de 2019, mas seis vereadores de oposição, contrários a operação financeira, entraram na Justiça (VEJA AQUI) questionando o pedido de crédito, o que acabou postergando o processo e, por gravidade, retardando a liberação de recursos e o início das obras.