Sebrae reforça compromisso com fruticultura potiguar

Setor vive um momento promissor e de fortalecimento, afirma o diretor de Operações do Sebrae no RN, Eduardo Viana.

Foto: Agência Sebrae
Foto: Agência Sebrae

Da Agência Sebrae/RN

A fruticultura do Rio Grande do Norte, setor que lidera a pauta de exportações do Estado, se mobiliza na busca pelo fortalecimento de seu papel estratégico no Brasil e no exterior. O bom momento, marcado pela trégua na estiagem prolongada que já durava seis anos, além da alta do dólar, favorecem o segmento do agronegócio. Prova disso está nas expectativas otimistas de representantes da cadeia produtiva, expostas na 21ª edição da Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada - Expofruit/2018, que teve início na terça-feira (21) e prossegue até quinta-feira (23), na Estação das Artes Elizeu Ventania, em Mossoró.

"O momento é propício a bons negócios e a Expofruit apresenta novas possibilidades, novas tecnologias para que os produtores de frutas do nosso Estado aproveitem este bom momento para fazer negócios e fortalecer a economia", empolga-se o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (Coex), Luiz Roberto Barcelos, um dos realizadores da feira.

Durante a abertura do evento, o diretor de Operações do Sebrae no Rio Grande do Norte, Eduardo Viana, fez um histórico da atuação do Sebrae-RN, que ao longo de 45 anos de existência registra 27 anos de atuação junto ao setor do agronegócio potiguar, atuando fortemente na fruticultura. Neste aspecto, lembrou momentos apontados como divisores de águas para a fruticultura potiguar.

"Ao longo de todos esses anos de apoio ao setor, vimos resultados expressivos junto aos produtores, que participaram de feira internacional, conquistaram selo de indicação geográfica do melão e seguem conquistando o mercado internacional. Isto nos enche de orgulho e reforça nosso compromisso em continuar contribuindo para este setor tão importante da economia estadual", afirma Viana.

Apesar do cenário favorável ao desenvolvimento da fruticultura, Viana alertou para os desafios ainda presentes no setor, com atenção especial à cajucultura, que passa por trabalho de revitalização de pomares. "Estamos trabalhando fortemente para enfrentar este desafio, com orientação técnica e inovação junto aos produtores para apresentar alternativas e revitalizar os pomares, que em sua maioria foi dizimado após seguidos anos de seca", explica.

Para a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, o momento é de fortalecimento do setor, que, apesar de dificuldades em anos anteriores, segue firme, com expansão para outras regiões, e se consolida como o mais importante para a economia do Rio Grande do Norte. "É inegável a importância do melão e da fruticultura. Agora o setor, mais do que nunca, está fortalecido. Prova disso é que está expandindo para outras regiões além de Mossoró, como a Chapada do Apodi. Com isso, todos ganham, pois geramos mais emprego e mais renda para o povo potiguar", contabiliza.

Além da estrutura montada em estande instalado na Estação das Artes Elizeu Ventania, o Sebrae do Rio Grande do Norte realiza vasta programação com capacitações e encontros de negócios na 21ª edição da Feira Internacional da Fruticultura Irrigada - Expofruit. São clínicas tecnológicas e seminários que discutem temas como acesso a mercados e inovação para o setor do agronegócio potiguar.