“O interesse é de profissionalizar a máquina pública”, afirma Allyson

19/12/2020

Prefeito diplomado reafirma que promoverá uma reforma administrativa, unificando secretarias e criando outras, sem aumentar as despesas públicas.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Por Maricelio Almeida

Em entrevista recente ao jornalista William Robson, no programa Telediálogos da Agência Moscow, o prefeito eleito e diplomado de Mossoró, Allyson Bezerra (Solidariedade), reafirmou que pretende promover uma reforma administrativa no organograma da gestão municipal a partir de 2021. A ideia, segundo ele, é "profissionalizar a máquina pública", unificando secretarias e até mesmo criando novas pastas, sem, no entanto, aumentar despesas.

"Estamos trabalhando em uma reforma administrativa para a cidade de Mossoró. A princípio essa reforma seria apresentada logo no início da gestão, mas estamos buscando apresentar essa reforma, pelo menos, dentro dos dois, três primeiros meses de mandato, a medida inclusive em que nós, já dentro da gestão em si, vamos conseguir ver a melhor forma de se trabalhar essa relação entre as secretarias. Algumas secretarias podem ser unificadas, algumas criadas", revelou durante a entrevista.

Allyson garantiu que a reforma não refletirá em aumento de despesas para o erário municipal. "Essa é a premissa básica. Não haverá aumento de despesa. Pelo contrário. A reforma administrativa será feita e apresentada futuramente para os vereadores, com interesse de diminuir a quantidade de recursos que estão sendo gastos, e colocar esses recursos para benefício da população, na saúde, educação, calcamento. O interesse é de profissionalizar a máquina pública", frisou.

A reforma administrativa foi um dos temas debatidos na reunião realizada neste sábado, 19, entre o prefeito e os vereadores que irão compor a próxima legislatura. O encontro aconteceu na sede da Associação dos Servidores da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (ASSUFERSA).

"Estou saindo do Legislativo. O legislativo foi a minha primeira oportunidade na política. Eu sei as demandas do Legislativo, o interesse do Poder Legislativo em aprovar os projetos, de buscar ser atendido pelos secretários, participar dos projetos da cidade", comentou Allyson na entrevista à Agência Moscow.

Questionado sobre a base de apoio que está sendo construída na Câmara Municipal, o prefeito respondeu que gostaria de contar com o apoio dos 23 vereadores eleitos, "para aprovar os projetos que são de interesse da cidade de Mossoró". 

"É importante dizer que acredito muito no espírito público dos vereadores. Tenho conversado com alguns, vou conversar com outros, de forma pessoal. Acredito muito que teremos uma Câmara com muita disposição de trabalhar em conjunto com o Poder Executivo. Da nossa parte haverá muito diálogo e respeito à autonomia do Poder Legislativo, defendo essa autonomia. O tratamento vai mudar", concluiu Allyson.