Mossoró segue sem óbitos de residentes da cidade pelo novo coronavírus

22/10/2020

Dados favoráveis são reflexos das ações de saúde da Prefeitura de Mossoró para tentar minimizar os impactos da pandemia.

Mossoró começa a vivenciar uma realidade menos desconfortável em relação ao número de mossoroenses mortos pela covid-19, mesmo ainda estando em pandemia do novo coronavírus. Em outubro, apenas duas mortes foram registradas por residentes da cidade. A primeira ocorreu no dia 2 e a última em 14 passado. No momento, são oito dias seguidos sem óbitos covid de mossoroenses.

Os dados favoráveis são reflexos de constantes ações de saúde da Prefeitura de Mossoró para tentar minimizar os impactos da pandemia, como a criação da Unidade Hospitalar de Campanha do Belo Horizonte, criação de dois Centros de Atendimento para Enfretamento do Novo Coronavírus (no Santo Antônio e Belo Horizonte) e funcionamento do Hospital São Luiz exclusivamente para atendimento coronavírus. 

O Município também ampliou a testagem do coronavírus nos Centros de Atendimento, nos bairros da cidade com o Família em Foco e na testagem drive thru na Estação das Artes, chegando a cerca de 30 mil pessoas testadas na cidade. Além de ter realizado inúmeras barreiras sanitárias e distribuição em massa de 400 mil máscaras à população.

De acordo com dados da Vigilância em Saúde, Mossoró contabiliza 222 mortes covid de residentes da cidade. Os números são diferentes dos divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública do Governo do Estado, 236 mortes, no Boletim Epidemiológico N° 197. A Secretaria de Saúde de Mossoró já solicitou esclarecimentos ao Governo do Estado em relação a diferença das 16 mortes. A Saúde de Mossoró acompanha de perto todos os óbitos da cidade.

Ainda de acordo com dados da Vigilância de Mossoró os meses de maio, junho e julho foram os que mais registraram óbitos na cidade. Atualmente, os indicadores mostram que a realidade de outubro está igual ao período que a pandemia começou na cidade, no mês de março.

Mortes por covid por mês: Março (2 óbitos), Abril (14 óbitos), Maio (48 óbitos), Junho (67 óbitos), Julho (53 óbitos), Agosto (28 óbitos), Setembro (8 óbitos), Outubro (2 óbitos).