Mossoró: custo médio da cesta básica alcança R$ 263,28 em novembro

Em comparação com outubro, alta foi de 0,60%. Constatação é de pesquisa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo.

Foto: Secom/PMM
Foto: Secom/PMM

Da Secom/PMM

Levantamento do preço da Cesta Básica em Mossoró, realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SEDAT) no dia 29 de novembro, apontou o custo médio de R$ 263,28 no valor da cesta básica individual. Composta de 22 produtos de consumo básico para alimentar uma pessoa adulta no período de 30 dias, a média foi calculada levando em consideração os preços praticados em nove estabelecimentos da cidade e considerou os produtos que apresentaram menor valor.

Num comparativo com o mês de outubro (R$ 261,71) os valores da cesta básica apresentaram um aumento de 0,60%. Para o consumidor, isso significa uma alta nos preços dos produtos que compõem a cesta básica pelo quinto mês consecutivo.

Para uma família média, o custo da cesta (calculado conforme a metodologia do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - DIEESE) ficou em R$ 789,74. O que representa um aumento de R$ 4,71 em relação ao mês de outubro (R$785,13). "Esse levantamento de valores auxilia a população na busca pelo melhor preço em Mossoró", ressaltou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Lahyre Rosado Neto.

Entre os produtos que apresentaram maior percentual de diferença de valor entre estabelecimentos foram: o jerimum, com variação de 363,57%, oscilando entre R$1,29 e R$5,98 o quilo; a mortadela que teve variação de 292,88%, encontrada entre o mínimo de R$3,79 e o máximo de R$14,89 o quilo; o sal 272,41%, sendo encontrado entre R$0,29 e R$1,08 o quilo; o mamão 192,94%, oscilando entre R$1,70 e R$4,98 o quilo e a banana 167,71%, achada entre o mínimo de R$1,49 e o máximo de R$3,98 o quilo.

"Vale ressaltar salientar que os preços verificados dizem respeito aos dias em que a coleta foi realizada, dessa forma, podem ser diferentes atualmente, já que estão sujeitos a mudança conforme a data da compra, até por ocasião de ofertas e promoções", explicou o secretário.