Mossoró contará com selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal

Projeto que permite integração ao SISBI foi aprovado pela Câmara nesta terça-feira, 2; vereador Rondinelli Carlos é um dos defensores da proposta.

Foto: Edilberto Barros/CMM
Foto: Edilberto Barros/CMM

Da Assessoria/CMM

Mossoró largou na frente e será o primeiro município do Nordeste a se integrar ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), o que vai facilitar a comercialização, a nível nacional, de produtos de origem animal e vegetal produzidas na cidade. Projeto de lei nesse sentido (PLOE º 1.212/19), de autoria do Executivo, foi aprovado na Câmara de Mossoró, nesta terça-feira (2), por unanimidade.

Defensor da matéria, o vereador Rondinelli Carlos (PMN) destacou, antes da votação, o empenho dos técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura e da Prefeitura de Mossoró como um todo em prol da ação. "É uma vitória para Mossoró, para criadores e produtores. Iremos atrair indústrias para a cidade e ampliar nosso comércio", destacou, em discurso na tribuna.

SISBI

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária (SUASA) e visa facilitar a comercialização dos produtos de origem animal no Brasil. Para isto, é necessário que os municípios se adéquem aos padrões de inspeção sanitária exigidos pelo Ministério da Agricultura.

Segundo Rondinelli Carlos, em relação aos Estados nordestinos, apenas Bahia e Pernambuco aderiram ao sistema, e Mossoró, a partir da sanção da lei aprovada na Câmara, será vanguarda no Nordeste no âmbito dos municípios. "É Mossoró saindo na frente. Inclusive, criadores do Seridó e do Ceará já começaram a buscar informações no nosso município para fazer o mesmo", destaca o vereador.

O projeto aprovado na Câmara aperfeiçoa o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), versa sobre o comércio em território mossoroense. Com o SIM mais estruturado, pequenos comerciantes, agricultores familiares se adequarão à realidade do sistema municipal e poderão potencializar sua comercialização, para outros municípios e Estados.