Mortalidade infantil cai nos últimos quatro anos em Mossoró

09/10/2020

Quando assumiu o comando do Poder Executivo local, em 2017, a médica pediatra Rosalba Ciarlini encontrou uma realidade assustadora. Mas o cenário mudou. 

Os resultados dos investimentos realizados nos últimos quatro anos pela Prefeitura de Mossoró em uma das áreas mais desafiadoras para qualquer gestor, a Saúde, comprovam que o caminho percorrido até aqui tem sido exitoso. Quando assumiu o comando do Poder Executivo local, pela quarta vez e com a experiência adquirida ao longo de toda uma vida de trabalho prestado à população, a médica pediatra Rosalba Ciarlini (PP) encontrou uma realidade assustadora. Tomemos como exemplo a mortalidade infantil, cuja projeção, no início de 2017, era que chegasse a 12,43% para cada mil nascidos vivos.

Como mudar essa realidade? Repensando práticas. Reorganizando a pasta da Saúde. Direcionando atenção integral às parturientes e às grávidas, com destaque para exames pré-natal, primeira infância, promoção do aleitamento materno e alimentação saudável. O trabalho dedicado já apresentou reflexos positivos em apenas dois anos, quando o índice de mortalidade infantil caiu para 9,24% em 2019.

Outro dado que chama atenção é o percentual relativo aos casos de gravidez na adolescência. Em 2017, o índice representava 14,69%. Já em 2018 caiu para 12,5% e em 2019, apesar do leve aumento para 13,5%, ainda é menor do que o registrado há quatro anos.

A política municipal de saúde implantada a partir de 2017, com reordenamento na gestão dos recursos, direcionando investimentos para áreas essenciais e garantindo melhorias em índices como a redução da mortalidade infantil reforçam que o cenário encontrado pela prefeita Rosalba Ciarlini ficou para trás. Um novo caminho surgiu.