Fátima Bezerra é eleita governadora do Rio Grande do Norte

Senadora do PT derrotou o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) e chefiará o Poder Executivo estadual de 2019 a 2022.

A senadora Fátima Bezerra, do Partido dos Trabalhadores (PT), é a nova governadora eleita do Rio Grande do Norte. Com 100% das urnas apuradas no Rio Grande do Norte, Fátima alcançou 57,60% dos votos válidos, 1.022.910 no total. Carlos Eduardo (PDT) obteve 42,40%, 753.035 votos no total.

Sobre a governadora eleita

Paraibana de Nova Palmeira, Fátima adotou Natal ainda na juventude, nos anos de 1970, quando se mudou para a capital potiguar para estudar na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, local de seus primeiros passos na política.

Participou do congresso que marcou a reconstrução da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Salvador, e do Encontro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), no Rio de Janeiro, que celebrou a volta dos primeiros exilados pela ditadura militar ao Brasil.

No começo dos anos 1980, tornou-se professora da rede estadual e da prefeitura de Natal, destacando-se como fundadora, vice-presidente e presidente, da Associação dos Orientadores Educacionais, e como secretária-geral da Associação dos Professores.

Fátima também foi duas vezes presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Rio Grande do Norte e uma das fundadoras também do Fórum Estadual dos Servidores Públicos.

Filiada ao PT desde 1981, Fátima Bezerra elegeu-se deputada estadual por dois mandatos, em 1994 e 1998. Na Assembleia Legislativa potiguar, foi presidente da Comissão de Direitos Humanos e da Comissão de Defesa do Consumidor, Meio Ambiente e Interior. Por sua atuação, recebeu do Comitê de Imprensa da Assembleia os títulos de Parlamentar do Ano de 1996 e de melhor Parlamentar da Legislatura 1995-1998.

Na Câmara, suas participações mais importantes ocorreram quando a hoje senadora foi designada relatora da Medida Provisória (339/06) que regulamentou o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Em suas missões como parlamentar, representou o Brasil na IV Conferência Mundial sobre a Mulher (Beijing, 1995) e no I e II Fórum Social Mundial (Porto Alegre, 2001 e 2002). Também participou do Encontro Internacional em Solidariedade às Mulheres Cubanas (Havana, 1998).

Com informações do Senado Federal