Engenharias da Ufersa alcançam nível de excelência na avaliação do Enade

Segundo o Pró-Reitor de Graduação, professor Rodrigo Codes, 40% dos cursos obtiveram conceito 4, em uma escala que vai até 5.

Foto: Assecom Ufersa
Foto: Assecom Ufersa

Da Assecom/Ufersa

O Ministério da Educação divulgou o resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes, o Enade, referente aos indicadores de qualidade da educação superior do ano de 2017. Nesta edição foram avaliados os cursos do Ciclo Azul, que abrange a área das exatas, licenciaturas e seus respectivos bacharelados (com exceção de Educação Física, cujo bacharelado é avaliado na área de saúde).

No comparativo com o último Enade dos cursos do Ciclo Azul, a Ufersa avançou no conceito das Engenharias. Segundo o Pró-Reitor de Graduação, o professor Rodrigo Codes, 40% dos cursos obtiveram conceito 4, que já é considerado pelo MEC como nível de excelência. Essa escala de conceito vai de 1 a 5. Segundo ele, 3 anos atrás, no último Enade, esse percentual era de 33%.

Os destaques foram para a Ciência da Computação e as Engenharias Civil, Elétrica, Florestal, Química e de Produção de Mossoró; para a Engenharia Elétrica de Caraúbas; para a Engenharia Ambiental e Sanitária de Pau dos Ferros e também para a Licenciatura em Computação e Informática de Angicos. Todos obtiveram conceito 4.

O Enade é um dos procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior - Sinaes. O Exame é realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Inep, autarquia vinculada ao Ministério da Educação (MEC), segundo diretrizes estabelecidas pela Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), órgão colegiado de coordenação e supervisão do Sinaes.