Crescimento de Carlos Eduardo acende sinal vermelho na campanha de Fátima

Senadora, que já chegou a ter o dobro das intenções de voto do ex-prefeito de Natal, hoje vê essa diferença cair para 8%; rejeição da candidata do PT sobe

Foto: Agência Senado
Foto: Agência Senado

Por Maricelio Almeida

A pesquisa SETA/Blog do BG, divulgada no início da tarde deste sábado, 6, trouxe dados preocupantes para a campanha de Fátima Bezerra (PT) ao Governo do Estado. A diferença da senadora para o candidato Carlos Eduardo (PDT) caiu para 8% no cenário estimulado. Fátima registrou 29% da preferência dos eleitores potiguares, contra 21% de Carlos Eduardo.

Para uma candidata que já chegou a registrar o dobro das intenções de voto do segundo colocado, os números da pesquisa SETA/Blog do BG mostram que a campanha da petista, antes tida como imbatível, começa a apresentar sinais claros de desnutrição. Levando em consideração apenas os votos válidos, Fátima caiu de 50% para 42% em três dias, enquanto Carlos Eduardo subiu de 25% para 31%.

A rejeição da senadora também é um fator que preocupa. No último levantamento do Instituto SETA, 15% dos entrevistados afirmaram não votar na candidata do PT em hipótese alguma. Hoje, esse número subiu para 18%. Carlos Eduardo manteve o índice da pesquisa anterior: 8%.

Cenário nacional

Antes mesmo da campanha começar, os principais analistas políticos do RN afirmavam que o cenário nacional traria reflexos para a disputa estadual. Os números da pesquisa SETA/Blog do BG mostram que o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, ultrapassou o nome do PT na corrida pelo Palácio do Planalto. Fernando Haddad possui hoje 25% das intenções de voto dos eleitores potiguares, contra 29% de Jair Bolsonaro.

Fator local

As pesquisas divulgadas nos últimos dias reforçam a importância de Mossoró no pleito estadual. O levantamento da Band/Opine, divulgado ontem, 5, mostra Fátima e Carlos Eduardo tecnicamente empatados na cidade, com uma diferença de apenas 1,2% das intenções de voto, dentro da margem de erro.

Em um cada vez mais provável segundo turno, o segundo maior colégio eleitoral será determinante. Ao longo do primeiro turno, Fátima esteve pouco presente em Mossoró, assim como Carlos Eduardo. No entanto, o candidato do PDT tem a seu favor o apoio da prefeita Rosalba Ciarlini (PP), mãe de Kadu Ciarlini, candidato a vice na chapa de Carlos Eduardo.