Cláudia Regina nega desistência e apoio a Allyson: “despreparado”

Candidata do Democratas à Prefeitura de Mossoró afirma que sua campanha segue firme nas ruas, classificando como boato possível aliança com o deputado Allyson.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A ex-prefeita Cláudia Regina (Democratas) pôs fim às especulações que apontavam para uma possível saída da disputa e um eventual apoio da candidata ao deputado estadual Allyson (Solidariedade). Em áudio compartilhado nas redes sociais com militantes, Cláudia afirma que o boato tem como objetivo desestabilizar a sua campanha.

"Minha amiga, isso é boato que estão inventando para desestabilizar minha campanha. Uma campanha linda, que está sendo nas ruas com o povo, uma aceitação maravilhosa. Pode dizer que Cláudia Regina não vai juntar a lugar nenhum. O lado de Cláudia é ao lado do povo e não ao lado de nenhum despreparado", disparou a candidata, em referência ao adversário Allyson, deputado estadual em primeiro mandato.

Cláudia ainda destacou sua campanha começou há duas semanas e vem crescendo. "Nossa campanha acabou de começar. Quando a gente chega nas ruas é a minha maior pesquisa. É o abraço das pessoas, o carinho das pessoas. As pessoas me olham nos olhos e me dizem: querem a prefeita deles de volta. Eles vão acabar se engasgando com o próprio boato. Nossa resposta será dada nas urnas. Vamos firmes até o dia 15 de novembro", disse.

Nas pesquisas de intenções de voto divulgadas até o momento, Cláudia Regina aparece na terceira colocação, atrás do deputado Allyson, que está em segundo, e da prefeita e candidata à reeleição Rosalba Ciarlini (Progressistas). No levantamento publicado esta semana pela Instituto TS2 em parceria com a TV Cabo Mossoró (TCM), a ex-prefeita contabilizou 11,91% na pesquisa estimulada, contra 24,97% de Allyson e 32,78% de Rosalba Ciarlini.

A margem de erro da pesquisa, que ouviu 781 eleitores entre os dias 13 e 15 de outubro, é de 3,5% para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%. A sondagem foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número RN-02675/2020.

Cláudia volta a disputar a Prefeitura de Mossoró após cumprir o período de oito anos de inelegibilidade. Ela foi eleita em 2012, superando a então adversária Larissa Rosado, mas não chegou a concluir o primeiro ano de gestão, em virtude de mais de uma dezena de cassações por irregularidades cometidas durante o pleito.

Ao solicitar o seu registro de candidatura este ano, a ex-prefeita ainda foi alvo de impugnação apresentada pelo Ministério Público Eleitoral, mas o entendimento da Supremo Tribunal Federal (STF) prevaleceu e Cláudia acabou beneficiada pelo adiamento das eleições, não estando mais inelegível desde o dia 7 de outubro, portanto apta a participar da disputa em curso.