Chapa OAB Forte defende mais respeito à mulher na advocacia

De acordo com Olívia Campos, ideia é tornar permanente o debate em torno dos desafios enfrentados pela mulher advogada.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Da Assessoria

Dados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) apontam que o número de mulheres e homens inscritos na instituição é bem semelhante: 543.867 e 570.854, respectivamente. Mas, apesar do aumento na representação, desafios, como discriminação e assédio, ainda fazem parte do cotidiano da mulher advogada.

Em Mossoró, a realidade não é diferente. De tão preocupante, o tema figura entre uma das principais propostas de campanha da chapa OAB Forte, liderada pelos advogados Otoniel Maia e Olívia Campos, candidatos a presidente e vice-presidente, respectivamente, na eleição da OAB Subseção Mossoró.

Providências

A chapa OAB Forte considera o problema inadmissível e, para mostrar que a Ordem ficará formalmente de olho nessa questão, campanhas permanentes serão realizadas para combater o assédio na atividade jurídica, seja de cunho sexual ou moral, entre outras ações.

"A quantidade de relatos que recebemos é muito grande, e isso nos deixa preocupados, pois entendemos que o respeito à mulher deve prevalecer, seja em qual for a atividade que ela desempenhe. Na jurídica, não pode ser diferente, e vamos tratar do tema constantemente, realizando campanhas que combatam posturas que desrespeitem direitos femininos", defende Otoniel Maia.

Direitos respeitados

De acordo com a advogada e professora Olívia Campos, a ideia é tornar permanente o debate em torno dos desafios enfrentados pela mulher advogada. "Infelizmente nossos desafios não se restringem apenas ao assédio. A discriminação de gênero também é muito elevada e precisa ser combatida fortemente, e assim o faremos, defendendo a igualdade de gêneros, valorizando e integrando a mulher advogada na política institucional da OAB", enfatiza.

Prerrogativas

Defensoras de um projeto em prol do fortalecimento e renovação da Ordem, as propostas da chapa OAB Forte garantem destaque especial na defesa das prerrogativas e valorização do advogado.

"Precisamos devolver a OAB aos advogados e voltar a defendê-los, a valorizar a categoria. Temos visto a Ordem distante, sem representatividade. Vemos registros de violações das prerrogativas da classe, essenciais ao exercício da profissão, que não são combatidas. Precisamos e vamos mudar essa triste realidade", complementa Otoniel Júnior.

A valorização de advogados e advogadas passa ainda pela revitalização de comissões temáticas, que atuarão junto à sociedade, pela capacitação de advogados, sejam experientes ou iniciantes, além da transparência na gestão. As eleições para Seccional e subseções da OAB no Rio Grande acontecem no próximo dia 28.